Saltar para: Post [1], Pesquisa e Arquivos [2]

Olhos de cristal

Dizem que sorrio com os olhos, falo pelos cotovelos e meto os pés pelas mãos. Em mim a anatomia não faz o menor sentido. Gosto de ler um toque, de observar com o coração e caminhar com os pés da imaginaçao

Olhos de cristal

Dizem que sorrio com os olhos, falo pelos cotovelos e meto os pés pelas mãos. Em mim a anatomia não faz o menor sentido. Gosto de ler um toque, de observar com o coração e caminhar com os pés da imaginaçao

O voar do tempo

12.12.17 | Olhos de cristal frio

61.jpg

 

É à medida que envelhecemos que começamos a compreender o valor do tempo.

Num minuto estamos no verão noutro já é Natal...

Corremos sem abrandar, ultrapassados mesmo assim pelo tempo, que depois de passado, já não alcançamos mais.

Começamos a perder pelo caminho pessoas.

Pessoas que supostamente tinham uma vida pela frente.

Uma vida que afinal não passaram de alguns anos estupidamente interrompidos.

E é quando levamos a primeira sacudidela bem forte... De repente, relativizamos tudo.

Pomos os freios a fundo e pensamos: " Tanto ainda por viver e concretizar... E se amanhã já é tarde?"

 


Começo a pensar que o tempo é tão precioso que é preciso agarra-lo e transforma-lo em qualquer coisa que valha a pena um dia lembrar.

Um beijo por dar...

Sentimentos por demonstrar...

Conversas adiadas...

Projectos por nascer...

Fazer hoje e nunca amanhã.

Porque o tempo, não tarda nada, já era... 
-

Sofia Faria