Saltar para: Post [1], Pesquisa e Arquivos [2]

Olhos de cristal

Dizem que sorrio com os olhos, falo pelos cotovelos e meto os pés pelas mãos. Em mim a anatomia não faz o menor sentido. Gosto de ler um toque, de observar com o coração e caminhar com os pés da imaginaçao

Olhos de cristal

Dizem que sorrio com os olhos, falo pelos cotovelos e meto os pés pelas mãos. Em mim a anatomia não faz o menor sentido. Gosto de ler um toque, de observar com o coração e caminhar com os pés da imaginaçao

Guia de viagem a Lanzarote

19.04.18 | Olhos de cristal frio

357.jpg

 

Já se questionou qual das Ilhas Canárias pode ser a escolha certa para si? Escolha uma semana em Lanzarote, se gosta de paisagens vulcânicas, ásperas, pitorescas, minimalismo, arquitetura e delícias culinárias. Estas são as melhores razões para escolher Lanzarote.

Há muito para descobrir sobre a terra que acolheu por 18 anos, inspirou e viu morrer o único Prémio Nobel da Literatura português, José Saramago.
Lanzarote é a quarta maior ilha das Ilhas Canárias, aninhada pacificamente no Oceano Atlântico, a apenas 125 km da costa da África.
 Diz-se que foi a primeira ilha a ser colonizada, no entanto, sua devastadora história vulcânica formou grande parte do seu carácter hoje. Há imensas coisas para fazer em Lanzarote, dona de beleza natural e rica num mundo de paisagens vulcânicas, há uma enorme exibição de vistas imperdíveis, bem como atividades divertidas.

 

O que fazer em lanzarote

 

1. Visite o parque nacional de Timanfaya

338.jpg

 

 

Uma visita ao parque nacional de Timanfaya é uma visita obrigatória.  Atrai muitos turistas todos os anos. Este lugar fascinante, pela sua paisagem, está repleto de espécies raras de plantas e excitantes fenómenos geológicos. Várias erupções devastadoras entre 1730 e 1736 formaram a terra como é agora, e ainda hoje o vulcão Timanfaya é o último vulcão activo da ilha(conhecido como Fire Mountain). Uma atracção popular é quando os guias derramam água no solo para demonstrar o quão quente está perto da superfície, a água instantaneamente vaporiza e jorra gêiseres. Admire os belos desenhos naturais que a lava criou e surpreenda-se com o calor geotérmico natural.

339.jpg

 

Aconselho a chegar cedo para evitar as multidões. Passeios regulares de autocarro viajam pelo parque, mas também guiam os passeios a pé e passeios de camelo.

Para um almoço, o restaurante do parque El Diablo, desenhado por César Manrique, serve deliciosas especialidades das Ilhas Canárias, com os vulcões formando um cenário de tirar o fôlego.

340.jpg

 

 

2. Descubra a vida de César Manrique, Jameos Del Água, Jardim de Cactos

341.jpg

 

Para os amantes da arte, esta é uma homenagem interessante a uma figura muito amada na história de Lanzarote, vale a pena fazer uma visita. César Manrique era um artista e arquiteto nascido em Lanzarote, no seu retorno de viagens americanas o turismo começou a florescer em Lanzarote, ciente dos seus perigos César pressionou contra as ameaças do turismo e teve uma grande influência no planejamento de regulamentos incentivando um desenvolvimento simpático, regulamentos que resultaram na falta de edifícios altos na ilha.

 

São dois museus, incluem a fundação de César Manrique e o museu da casa. A casa situada na bela região de Haria reflete a perfeita solidão e harmonia da natureza que inspirou a sua arte. O belo design é composto de decoração branca e rocha vulcânica preta com flashes austeros de vegetação. Degraus de basalto levam a uma bela piscina turquesa ligada por passagens vulcânicas. A fundação oferece uma exposição do seu trabalho e uma coleção de outros artistas.

342.jpg

 

Aberto : das 10h às 18h

Admissão : Adultos € 10, crianças menores de 12 anos são € 1. Pode comprar um ingresso conjunto incluindo a fundação e o museu da casa por 15 €.

 

354.jpg

 

O Jardim de Cactos fica em Gautiza, no norte de Lanzarote e reúne mais de 1.400 espécies de cactos de todo o mundo. É facilmente reconhecível a partir da estrada pela escultura de cacto gigante metálica na entrada, este cactarium foi o último trabalho realizado por César Manrique na ilha. Os visitantes que gostam da natureza  deleitam-se a passear por caminhos de paralelepípedos enquanto desfrutam da paisagem de Lanzarote neste lugar tranquilo.

 

355.jpg

 

Um jardim desenhado por César Manrique
O respeito pelo ambiente natural é uma das chaves da obra arquitetônica de César Manrique, que é claramente vista no Jardim dos Cactos, totalmente integrado à paisagem da ilha. O moinho de vento destaca-se contra a pedra negra e é um dos melhores lugares para tirar uma foto do jardim, que é construído em forma de anfiteatro. Um lugar ideal para descansar durante a visita é ao lado da lagoa do jardim ou no café com uma bebida.

 

356.jpg

 

3. Belas praias intocadas

345.jpg

 

Lanzarote tornou-se muito conhecida pelas suas praias. As belas areias brancas e as águas calmas e azuis tornam o cenário perfeito para o cartão postal, mais uma reminiscência de uma cena do filme "A Praia" do que uma ilha das Canárias. No entanto, com cerca de 213 km de costa, torna-se difícil escolher entre elas. Das praias do norte proporcionando um clima mais animado perfeito para desportos aquáticos, e praias quase secretas pouco visitadas devido ao fracos acessos como a de Papagayo.

 

347.jpg

 Playa de Papagayo

 

Playa de Papagayo é na verdade uma coleção de muitas praias, estas praias podem ser um pouco fora do caminho, mas merecem uma visita. Extensas areias douradas e pequenas enseadas privadas fazem desta coleção de praias uma das mais bonitas da ilha. Não há muito em torno delas, por isso é uma boa ideia levar almoço e muita água.

 

346.jpg

 Playa de papagayo

 

Ilha de La Graciosa- A pequena ilha situada na ponta de Lanzarote é o lar de algumas das praias mais deslumbrantes, protegidas por um parque nacional, estas praias são limpas e não muito ocupadas. Imagens idílicas de areia branca e águas azul-turquesa lembram mais as Caraíbas do que as Canárias.

349.jpg

 La Graciosa

 

Famara, na costa noroeste, é uma praia de grande extensão que recebe uma brisa maravilhosa do Atlântico, refrescante, mas perfeita para atividades de desportos aquáticos. As ondas são particularmente populares entre os surfistas e as longas areias alongadas e o impressionante cenário de penhascos atraem banhistas.

Famara beach

 Famara

 

 

4. Entre em magníficas cavernas de lava Cueva de Los Verdes

Cuevas de Verdes  

Cueva De Los Verdes ou 'cavernas verdes' ficam ao norte de Haria. O tubo de lava de 8 km de comprimento foi deixado para trás pela erupção do Monte Corona há milhares de anos. As cavernas são uma visão excepcional, luzes iluminam as magníficas cavernas e as estranhas estalactites causadas pelas bolhas de ar na lava são um espetáculo para ser visto. A caverna dá lugar a uma sala de concertos impressionante, onde ocorrem eventos musicais ocasionais, fazendo uso da excelente acústica.

343.jpg

 

 

Aberto : das 10h às 18h (último tour às 17h)

Admissão : A entrada de adultos é geralmente em torno de € 10, variando um pouco nas diferentes agências.

 

 

5. Desfrute de compras e explore as cidades de Lanzarote

Playa Blanca at night

 

Lanzarote pode ser ótimo para fazer compras. Os maiores centros comerciais tendem a residir principalmente em Arrecife e Playa Blanca e o maior centro comercial da ilha está localizado em Playa Honda, a sul de Arrecife. No entanto, o resto da ilha tem uma enorme selecção de encantadores passeios marítimos e pequenas cidades que oferecem pequenas lojas que vendem produtos e materiais locais.

352.jpg

 

Teguise, 12 km a norte de Arrecife. É um mini-oásis intrigante de prédios baixos em torno de uma praça central e rodeado pelas planícies do centro de Lanzarote. Firmemente na rota turística, há restaurantes, alguns bares e um punhado de monumentos que atestam o fato de que a cidade era a capital da ilha até que Arrecife levou o bastão em 1851.

353.jpg

 Boa viagem